Esperanças renovadas: ANVISA aprova lenalidomida e mais 3 tratamentos para câncer.

 

Quatro novos medicamentos para tratamento do câncer foram aprovados pela Anvisa.

Os produtos são inéditos no país e ampliam as variedades para o tratamento de diferentes tipos de câncer. Os novos medicamentos são a lenalidomida,o durvalumabe,o olaratumabe e o netupitanto associado com a palonosetrona

 

 

Revlimid® (Lenalidomida)

O medicamento é indicado, em combinação com a dexametasona, para o tratamento de pacientes com mieloma múltiplo refratário ou recidivado que já tenham recebido pelo menos um tratamento anterior. A lenalidomida também é indicada para pacientes com anemia dependente de transfusões decorrentes de síndrome mielodisplásica.

Akynzeo (netupitanto + palonosetrona)

O netupitanto + palonosetrona foi registrado com o nome comercial de Akynzeo. Este novo medicamento é indicado para a prevenção de náuseas e vômitos agudos ou tardios em pacientes que estão passando por quimioterapia. As náuseas e vômitos são efeitos colaterais comuns que dificultam o tratamento do câncer. Entre os problemas estão a deficiência nutricional, ansiedade e depressão, redução da dose do medicamento e até mesmo interrupção do tratamento. Por isso, a eliminação de náuseas e vômitos durante tratamentos quimioterápicos é fundamental para que o paciente tenha melhores chances de cura.

Imfinzi (durvalumabe)

O durvalumabe foi aprovado com indicação para o tratamento de pacientes com carcinoma urotelial localmente avançado ou metastático que tiveram progressão da doença durante ou após a quimioterapia à base de platina. O produto também é indicado para pacientes que tiveram progressão das doenças em até 12 meses de tratamento neoadjuvante ou adjuvante com quimioterapia contendo platina.

Lartruvo (olaratumabe)

Este também é um produto biológico novo indicado para pacientes com sarcoma de tecido mole avançado, que não podem fazer radioterapia ou passar por cirurgia e que não foram previamente tratados com antraciclínicos.

Com os avanços nas pesquisas farmacêuticas em busca de novas drogas as esperanças e a fé na cura do câncer se renovam. Dentre esses novos medicamentos temos os tratamentos que poderão promover a cura e os que oferecerão um conforto para o paciente que passa pelo doloroso processo de receber a quimioterapia.

 

Texto por: Farmacêutica responsável Thais Volpato